Cultura e Turismo Escritor Francisco Duarte Mangas vence Grande Prémio de Conto Camilo Castelo BrancoEconomia Câmara vai abrir concursos para espaços da nova Praça – Mercado de FamalicãoCultura e Turismo ICOM promove Encontros de Outono na Casa de CamiloCOVID-19 Mais de 50 famílias já receberam apoio extraordinário às rendasAmbiente Câmara lança nova frente de obras de saneamentoCultura e Turismo Helena Buescu vence Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado CoelhoAtualidade Assembleia Municipal desta sexta-feira reúne por videoconferênciaCâmara Habitar Famalicão reúne apoios à habitação do concelho e do paísCultura e Turismo Ala da Frente mostra “Lusco Fusco” de Jorge MartinsDesporto Câmara renova pisos de Basquetebol e Ténis do Parque da JuventudeCultura e Turismo Francisco Ribeiro da Silva guia Visita de Autor ao Museu de Arte SacraEducação Câmara assume projeto para a requalificação da escola Pe. Benjamim SalgadoCâmara Reunião municipal de 24/09 com transmissão em diretoCultura e Turismo A Casa das Artes em OutubroCâmara Selos Visão’25 atribuídos a 34 projetos inspiradores Cultura e Turismo II Ciclo de Conferências do Museu da Industria Têxtil arranca sábadoCultura e Turismo Famalicão associa-se às Jornadas Europeias do PatrimónioEconomia Montra “Produto que é Nosso” no Bandeirinha até 30 de setembroCultura e Turismo Dias à Mesa promovem Cozinha VegetarianaCultura e Turismo A memória do Holocausto e a ajuda Humanitária dão o mote para colóquio em FamalicãoEconomia “Produto que é Nosso” mostra-se no Intermarché de FamalicãoJuventude Ymotion com Open Call até outubro
O SEU LUGAR

Residentes / Cultura Rede de Museus

Museu da Guerra Colonial

Lago Discount, Lote 35 A
4760-727 Ribeirão

T: 252 322 848 | 252 376 323
E: museuguerracolonial@adfa.org.pt


Horário:
Terças, quintas e sábados:
14h30 - 18h00
Primeiro domingo do mês:
14h30 às 18h00

Grupos e Escolas: com marcação prévia

Entrada Livre
O Museu da Guerra Colonial nasceu no ano de 1999, através de uma parceria entre o Município de Vila Nova de Famalicão, a ADFA (Associação dos Deficientes das Forças Armadas) e ALFACOOP (Externato Infante D. Henrique de Ruilhe), tendo por base um projeto pedagógico intitulado “Guerra Colonial, uma história por contar”.
Mais do que um espaço museológico, é um local que pretende transmitir ao visitante um real conhecimento sobre este período da História de Portugal, contado por quem a viveu e sentiu na primeira pessoa. A exposição permanente retrata o itinerário do combatente português na Guerra Colonial (1961-1974), abordando as temáticas d’O Embarque; O Dia-a-Dia; As Operações Militares; Os Nativos; A Ação Social e Psicológica; A Religiosidade; Os Horrores da Guerra; A Morte; A Correspondência e as Madrinhas de Guerra.
Todo o acervo museológico foi cedido ou doado por antigos combatentes ou seus familiares, Delegações da Associação dos Deficientes das Forças Armadas e pelos vários ramos das Forças Armadas Portuguesas.
O visitante poderá ainda ver os objetos usados pelos nossos Militares, como Baús da Guerra (objetos pessoais, alimentação, vestuário), Fardamentos e Equipamento Militar (torres de transmissões, paraquedas, capacetes, armas), e Veículos de Guerra.

Missão
Promover a compreensão da história e do impacto da guerra colonial nas suas dimensões pessoal, nacional e internacional, com ênfase na experiência humana.

Objetivos
1. Promover a consciência para os valores da paz e da não violência;
2. Valorizar a memória da guerra colonial no contexto individual e coletivo;
3. Incrementar, de forma coerente, a coleção do museu;
4. Difundir o conhecimento sobre a coleção;
5. Promover o museu como uma instituição eficaz, responsável e transparente na transmissão da temática “guerra colonial”.

Palavras inspiradoras
Memória – História – Justiça – Encontro – Paz

Saiba mais sobre o Museu da Guerra Colonial