Atualidade Cabaz “Produto que é Nosso” para um Natal com sabores famalicensesFreguesias Construção da Casa Mortuária de Esmeriz arranca em janeiroCâmara Famalicão vai manter abertos os serviços municipais essenciais nos dias 30 de novembro e 7 de dezembroEducação Famalicão assinala Dia Internacional da Cidade EducadoraCultura e Turismo Massas em estilo contemporâneo são a nova atração dos Dias à Mesa Economia Famalicão lança campanha de Natal para apoiar comércio e restauraçãoAção Social Candidaturas para apoio à renda decorrem até 15 de janeiroCOVID-19 Serviço de entrega de refeições ao domicílio prolongado nos próximos fins de semana e feriadosFamília Famalicão é “Familiarmente Responsável”Atualidade A magia do Natal chega hoje a FamalicãoFreguesias Largo do Senhor dos Aflitos, em Cruz, vai ser requalificadoCOVID-19 Câmara instala Centro de Retaguarda em São CosmeCOVID-19 Famalicão já distribuiu mais de 300 mil equipamentos de proteção individual a profissionais de primeira linhaAmbiente Intervenção na Praça Madalena FonsecaAmbiente Interrupções no abastecimento de água em Antas e CalendárioCOVID-19 Câmara disponibiliza serviço de estafetas para apoiar restaurantes do concelhoReabilitação Urbana Famalicenses com mais de dois mil lugares de estacionamento gratuito na cidadeCultura e Turismo A tradição e a modernidade do comércio famalicense retratadas em exposiçãoCultura e Turismo Ala da Frente mostra “Lusco Fusco” de Jorge Martins
O SEU LUGAR

Visitantes / Experiências Animação Turística e Eventos

Feira Grande de S. Miguel

Data
Setembro


Local
Praça D. Maria II

A Feira Grande de S. Miguel é uma das tradições mais antigas do concelho. Instituída em 1205, aquando da atribuição do Foral de Vila Nova, pelo rei D. Sancho I, a Feira Grande está intimamente ligada às origens do concelho, nomeadamente à actividade predominante na época: a agricultura.

Neste sentido, destaque para o mercado de S. Miguel que se realiza na Praça D. Maria II e junta agricultores, artesãos e as famosas tasquinhas, oferecendo o que de mais genuíno e tradicional se cultiva no concelho.
Trajados a rigor os mercadores trazem consigo os legumes mais frescos, os ovos mais saborosos e os frangos mais tenros do seu quintal, numa verdadeira viagem ao passado, em que tudo era “caseiro” e biológico.

Lado a lado com os agricultores e artesãos está o gado bovino e equino. Um arraial minhoto, uma desfolhada tradicional, um concurso de atrelagem e uma garraiada são apenas algumas das iniciativas previstas para o primeiro dia da iniciativa.