Pesquisar
 
 
 
 
Alterar tamanho do texto
Empreendedorismo e Inovação e Economia
Meia Dúzia adota economia circular
    06-05-2019
    A meia.dúzia® está a cavalgar a onda da sustentabilidade e da economia circular. Da agricultura biológica à produção artesanal e energeticamente mais económica, passando pela embalagem totalmente reciclável, o impacto ambiental é reduzido. Até as bisnagas de alumínio que guardam as compotas produzidas pela marca de Vila Nova de Famalicão podem ser recicladas e ganhar uma nova vida. “A consciência ambiental é algo desde sempre presente na produção das nossas experiências de sabores e na gestão diária da nossa atividade. É nossa missão respeitar os princípios da ecologia e de um desenvolvimento sustentável”, fundamenta Andreia Ferreira.

    Fundada em 2013, em Outiz, Vila Nova de Famalicão, pelos irmãos Andreia e Jorge Ferreira, a meia.dúzia® foi pioneira na comercialização de compotas em bisnaga, tendo agitado um mercado muito comoditizado.

    Para além da embalagem totalmente diferenciadora, o conceito da marca, que se posiciona no segmento premium, passa, desde a génese, por criar experiências de sabores portugueses e dá-los a conhecer ao mundo. O portefólio inclui também cremes de chocolate, mel, chutneys, pastas de azeitona, chás e licores.

    Ao nível da distribuição, a meia.dúzia® tem apostado na abertura de lojas próprias, contando já com três na baixa do Porto (Rua das Flores, Travessa da Bainharia e Rua de Santa Catarina). Com esta estratégia, de acordo com Andreia Ferreira, a marca prevê atingir a barreira do milhão de euros em volume de negócios, este ano.

    Desde o seu primeiro ano, a meia.dúzia® exporta para vários mercados, nomeadamente Líbano, Dubai, México, Coreia do Sul, Japão, Alemanha, Espanha, França, Polónia, Suíça e Reino Unido, que representam cerca de 30% do volume de negócios.

    Receber Notícias
 
 
Subscrever RSS  
 
Enviar por email  
 
Imprimir  
287 leituras
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2019 | handmade by brainhouse