Pesquisar
 
 
 
 
Alterar tamanho do texto
Mobilidade
Famalicão vai preparar a cidade para o futuro
    18-03-2019
    “O futuro próximo do centro de Famalicão será mais condigno com a importância, dinâmica e grandeza do concelho. No quarteirão situado entre as praças D. Maria II e Mouzinho de Albuquerque e ruas adjacentes, haverá mais e melhores zonas sociais, mas simultaneamente mais espaço para peões e para os modos de transporte suaves.”

    Em linhas gerais, é desta forma que o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, descreve a intervenção que está a ser preparada para o miolo urbano de Vila Nova de Famalicão no âmbito do Plano de Estratégico de Desenvolvimento Urbano, que prevê a revitalização de um conjunto de espaços, artérias e equipamentos, com destaque para a qualificação e modernização do Mercado Municipal cujas obras deverão arrancar no decorrer do primeiro semestre do corrente ano.

    A proposta da autarquia vai no sentido de ampliação, para norte e para sul, da Praça D. Maria II, com a supressão ao trânsito automóvel dos dois topos, e pela requalificação de todas as artérias envolventes que terão um perfil único de circulação partilhada, com prioridade para o peão.
    A discussão pública do plano de revitalização desenhado pela autarquia teve inicio na passada quinta-feira, 14 de março, com uma sessão de esclarecimento e de recolha de contributos junto da sociedade famalicense, muito particularmente do comércio local. O processo de auscultação social informal vai prosseguir nos próximos dias até que tenha início o período formal de discussão pública com a publicação em Diário da República e que estará aberto por um período de 15 dias.

    As pessoas ganham espaço, os carros perdem terreno, mas permanecem e o estacionamento, em igual número ao existente, passa a estar organizado e concentrado nos dois parques situados no centro, na Praça D. Maria II, com 107 lugares de estacionamento tarifado, como atualmente, e Mouzinho de Albuquerque, com 184 lugares de estacionamento gratuito, mais quatro do que os existentes hoje.

    A partir da conclusão do conjunto de intervenções será então possível aos famalicenses e visitantes da cidade deixarem as suas viaturas a escassos metros do centro e vivenciarem o espaço público de forma pedonal e social. É todo um novo paradigma urbano que se pretende implantar no núcleo central de Vila Nova de Famalicão que permitirá a fruição do espaço público de acordo com os novos estilos de vida sociais e que vai preparar a cidade para o futuro que a comunidade quiser.

    Redução da poluição atmosférica e sonora, aumento da mobilidade ativa, acesso ao comércio, serviços e residência com maior segurança, criação de espaços públicos de partilha e de lazer, são alguns dos objetivos específicos subjacentes à proposta do município que aponta, em termos gerais, para uma maior sustentabilidade urbana, para mais qualidade de vida no espaço público, e para uma maior resiliência e competitividade do comércio de rua.
    Receber Notícias
 
 
Subscrever RSS  
 
Enviar por email  
 
Imprimir  
2576 leituras
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2019 | handmade by brainhouse