Pesquisar
 
 
 
 
Alterar tamanho do texto
Cultura e Turismo
Famalicão rejeita deslocalização da “Andorinha”. Primeira locomotiva a vapor está em Nine
    09-10-2012
    “Não nos passa pela cabeça semelhante cenário”. É desta forma contundente que o vice-presidente e vereador para a cultura da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão reage à hipótese de deslocalização do espólio museológico ferroviário que se encontra no núcleo de Nine, onde, entre outro património, está a célebre “Andorinha”, que é a mais antiga locomotiva a vapor existente em Portugal. Em declarações à televisão, Paulo Cunha não desvalorizou as notícias que circulam na praça pública, sobretudo no meio ferroviário, e que dão conta de uma eventual intenção da Fundação do Museu Nacional Ferroviário  em deslocalizar o acervo de Nine para o Entroncamento.

    “Estamos naturalmente preocupados e sensíveis aos alertas que nos têm chegado da parte da sociedade civil, mas recusamo-nos a encarar tal possibilidade”, refere o mesmo responsável, adiantando que “a Câmara Municipal não tem qualquer informação nesse sentido por parte da direcção da Fundação, com quem tem acordo de gestão partilhada deste espaço, assim como, com o núcleo de Lousado que se encontra aberto ao público.”

    Para o município de Vila Nova de Famalicão, o património que se encontra em Nine representa um símbolo identitário da região e como tal deve permanecer no seu contexto natural, preservado-se a memória e identidade colectiva. Paulo Cunha refere que a autarquia “tem já há bastante tempo a intenção de intervir neste espaço, numa perspetiva de futura musealização e posterior abertura ao público, tendo mesmo existido uma candidatura aprovada para o efeito.” “A conjuntura nacional, bloqueou entretanto o avanço da candidatura para o terreno, mas não descansaremos enquanto não conseguirmos valorizar este espólio único e singular, deixá-lo acessível a toda a população e explorar o seu potencial educativo”, adianta.

    É de resto este o sentido de diversas diligências feitas de há uns tempos a esta parte pelo executivo famalicense, junto dos organismos responsáveis pelo património ferroviário, como a Fundação Museu Nacional Ferroviário e a própria Administração Central do país, que, através da Secretaria de Estado da Cultura e do Ministério da Educação, integram o conselho consultivo da Fundação.
    Recorde-se que a “Andorinha” é o nome carinhosamente dado pelos ferroviários à locomotiva a vapor 02049 (VL) – 1856-57, construída em Inglaterra há 155 anos, pela empresa, William Fairbairn & Sons,  tendo sido utilizada, por exemplo, na construção das linhas do Minho e do Douro. Para além desta, o Núcleo Ferroviário de Nine guarda  outras relíquias, como  algumas locomotivas únicas da segunda metade do séc. XIX, carruagens de passageiros da mesma altura e quadriciclos da primeira metade do séc. XX.
    Receber Notícias
 
 
Subscrever RSS  
 
Enviar por email  
 
Imprimir  
3343 leituras
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2019 | handmade by brainhouse