Pesquisar
 
 
 
 
Alterar tamanho do texto
Cultura e Turismo
Viajar pelo Porto e pelo Douro à boleia de Camilo
    29-01-2018
    Foi a partir dos olhos de Camilo Castelo Branco que Gaspar Martins Pereira procurou entender o Porto e o Douro da segunda metade do século XIX. A relação umbilical entre o romancista português e a cidade invicta serviu de inspiração para o mais recente livro do docente da Universidade do Porto, “Camilo, o Porto e o Douro”, editado recentemente pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, através da Casa de Camilo.

    “Não se trata de captar as paisagens literárias, nem tão pouco de um roteiro. Esta obra é uma forma de partilhar as minhas leituras de Camilo e, sobretudo, mais um contributo para o manter vivo”, explicou o autor na apresentação pública do livro que decorreu na passada quinta-feira, no auditório do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, numa sessão que contou com a presença do vereador da Cultura da autarquia famalicense, Leonel Rocha, do diretor da Casa de Camilo, José Manuel Oliveira e do Presidente do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, Manuel de Novaes Cabral.

    O livro, que integra a coleção dos Estudos Camilianos, aborda a relação do escritor, a sua vida e a sua obra com a cidade portuense. “Na sua obra, Camilo dá-nos um conjunto imenso de anotações sobre as pessoas com quem vai lidando, anotações sobre perfis humanos e sociais. O seu interesse pela paisagem humana é um dos aspetos mais interessantes da sua obra e foi isso que procurei captar através deste livro”, acrescentou Gaspar Martins Pereira.

    Para o responsável pelo pelouro da Cultura da Câmara Municipal, Leonel Rocha, o lançamento deste livro é mais uma oportunidade para homenagear “este grande vulto” da literatura portuguesa que, conforme realçou, não se confina a Vila Nova de Famalicão.

    “Falar de Camilo sem esta ligação ao Porto não é possível. Camilo tem uma relação muito forte com esta cidade e nós queremos aproveitar ao máximo esta ligação, reforçando a importância da Rota Camiliana para que Camilo possa ser mais divulgado, conhecido e lido”, disse o vereador.

    O prefácio da obra é assinado pelo diretor da Casa de Camilo que salienta que “o prestigiado historiador da Faculdade de Letras da Universidade do Porto oferece-nos neste livro a sua perspetiva histórica sobre o tríptico ficcional – gente, rio e vinhos – de um dos mais renomeados filhos adotivos da cidade do Porto, que por força da matéria vertida nos seus textos e pela biografia enriquecida de episódios que decorreram no Minho e em Trás-os-Montes, o é também do norte português, incluindo o rio Douro e o território da sua margem esquerda, de Barca de Alva ao Cabedelo”.

    Gaspar Martins Pereira é professor catedrático do Departamento de História e de Estudos Políticos e Internacionais da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, tendo sido co-fundador e coordenador científico do GEHVID - Grupo de Estudos de História da Viticultura Duriense e do Vinho do Porto (1994-2001).
    Receber Notícias
 
 
Subscrever RSS  
 
Enviar por email  
 
Imprimir  
284 leituras
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2018 | handmade by brainhouse