Pesquisar
 
 
 
 
Alterar tamanho do texto
Atualidade e Freguesias
Ribeirão soma ambições aos 32 anos
    04-07-2018
    No dia em que soprou as velas do seu 32.º aniversário, a vila de Ribeirão lembrou que tem ainda muitos sonhos por concretizar. A requalificação do edifício da Junta, construído há 35 anos, é um deles e foi uma das ambições apontadas esta terça-feira, 3 de julho, pelo presidente da freguesia, Adelino Oliveira, na sessão solene comemorativa da efeméride, que contou com a presença do presidente da autarquia, Paulo Cunha.

    Ribeirão está em festa e mais do que enaltecer o muito que foi feito nos últimos anos, ontem foi dia de olhar em frente e de “renovar desejos”.

    Para além da ambição da realização de uma “intervenção profunda” na sede da Junta de Freguesia, “dando-lhe muito mais capacidade para aqueles que são os atuais desafios da comunidade”, Adelino Oliveira manifestou ainda o forte desejo de dotar a vila de uma zona de lazer ribeirinha e na necessidade de se intervir na Avenida da Indústria, por forma a facilitar a circulação automóvel e garantir a segurança dos peões.

    Ambições que Paulo Cunha considerou serem “legítimas, equilibradas e justas”.

    “Aquilo que nos pede faz todo o sentido. É bom lembrar que hoje uma junta de freguesia tem muitos mais serviços do que tinha há 10 ou 15 anos. No futuro terá ainda mais e, por isso, é preciso criar condições infraestruturais para que Ribeirão reúna as condições necessárias para que estes serviços sejam prestados com qualidade à população”, disse.

    Mas porque nem só de obra se faz a freguesia de Ribeirão, ambos os autarcas apelaram ainda ao envolvimento de todos os concidadãos na definição do futuro da freguesia e do concelho.

    “A continuação do envolvimento das pessoas no desenvolvimento desta vila é outro dos desafios para o futuro. Noto que esta comunidade está sempre presente, pronta para dar contributos e a ajudar a resolver os problemas que eles próprios colocam”, referiu a propósito Adelino Oliveira.

    A corresponsabilização e o envolvimento de todos os famalicenses foram também apontados por Paulo Cunha como o caminho a seguir para que o processo coletivo seja bem-sucedido. “É importante colocarmos um pouco mais de nós em todo este percurso. Este é talvez o nosso maior desafio de futuro”, referiu.

    Refira-se que a cerimónia ficou ainda marcada pela homenagem da Junta da Freguesia a atletas, instituições, empresas e demais cidadãos ribeirenses que têm contribuído para o engrandecimento da vila.
    Receber Notícias
 
 
Subscrever RSS  
 
Enviar por email  
 
Imprimir  
552 leituras
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2018 | handmade by brainhouse