Pesquisar
 
 
 
 
Alterar tamanho do texto
Cultura
Pedro Cabrita Reis expõe “Ridi Pagliaccio” na Ala da Frente
    29-09-2016
    Em 1993, Pedro Cabrita Reis decidiu reunir alguns autorretratos que familiares e amigos lhe tiraram e começar a trabalhar sobre eles. Nesse momento nascia “Ridi Pagliaccio”, um trabalho que o artista plástico português terminou alguns anos mais tarde e que agora pode ser apreciado na galeria de arte contemporânea Ala da Frente, em Vila Nova de Famalicão.

    A exposição, que vai estar patente no espaço cultural até dia 21 de janeiro, foi inaugurada no passado sábado, dia 15 de outubro, com a presença do autor.

    Sobre as 25 obras expostas, Pedro Cabrita Reis explica que o que as torna a todas particulares é o facto de serem baseadas em imagens que os outros têm de si próprio, chegando mesmo a dar uma forma muito peculiar da sua figura.

    “Há uma tónica comum a todas elas: o humor. Em todas as fotos há uma história e a intenção de brincar com ela, de desfazer o mito do artista enquanto herói, desmistificando aquela pose heroica que nos habituamos a ver em todos os autorretratos de artistas, poetas e músicos”, disse.

    “Os artistas não podem nunca tomar uma posição de heroísmo. Devem antes adotar uma certa modéstia, por vezes irónica, mas sempre sujeita a fragilidades, sempre sujeitos a serem analisados e pensados pelos outros”, acrescentou Pedro Cabrita Reis, que não saiu de Vila Nova de Famalicão sem antes elogiar a solidez e o respeito que a Ala da Frente tem vindo a ganhar no seio da comunidade artística portuguesa.

    “Não se iludam com o tamanho. A sala é pequena mas as coisas grandes não produzem necessariamente coisas maiores. É o entusiasmo e a dedicação que pomos nas pequenas coisas que fazem com elas que fiquem e perdurem no tempo”.

    Considerado um dos artistas mais reconhecidos da atualidade, Pedro Cabrita Reis nasceu em Lisboa em 1956, cidade onde atualmente vive e trabalha. Com reconhecimento internacional consolidado, o seu trabalho tornou-se crucial para o entendimento da escultura a partir de meados da década de 80.

    Conta com exposições individuais nas maiores galerias nacionais e internacionais e com obras presentes em importantes coleções - Fundação EDP, Fundação Serralves, Calouste Gulbenkian, Tate Modern - e nas maiores feiras e bienais de arte, como é o caso da Bienal de Veneza e de São Paulo.

    Recorde-se que a Galeria Municipal “Ala da Frente”, assim chamada pelo facto da sala de exposição se encontrar na ala da frente do Palacete Barão da Trovisqueira, e por referência à contemporaneidade e vanguardismo associados ao espaço, foi inaugurada em 30 de maio de 2015, tendo iniciado o seu percurso com uma exposição de obras de Jorge Molder. Seguiu-se Rui Chafes, o vencedor do Prémio Pessoa 2015, com a mostra “Exúvia”, e José Pedro Croft, com “Prova de Estado”.

    FICHA TÉCNICA
    Título da exposição: "Ridi Pagliaccio"
    Autor: Pedro Cabrita Reis
    Data: 15 de outubro de 2016 a 21 de janeiro 2017
    Horário: Terça a Sexta das 10h00 às 17h30. Sábado e Domingo das 14h30 às 17h30.
    Encerra aos feriados.
    Entrada: Gratuita

    Receber Notícias
 
 
Subscrever RSS  
 
Enviar por email  
 
Imprimir  
2378 leituras
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2017 | handmade by brainhouse