Pesquisar
 
 
 
 
Alterar tamanho do texto
Atualidade e Educação e Cultura e Turismo
Museu do Automóvel e Escola Profissional CIOR abrem escola de restauro inovadora
    24-09-2017
    O Museu do Automóvel de Vila Nova de Famalicão quis acrescentar (MAVNF) à vertente cultural a vertente formativa e o resultado é a abertura da Escola de Restauro Automóvel, um projeto de formação profissional inovador que junta o museu e a Escola Profissional CIOR, com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e da Continental Mabor.

    Num mercado de automóveis clássicos em expansão faltam profissionais preparados para recuperar as preciosas relíquias. Vila Nova de Famalicão responde com uma escola diferenciadora que permite aos alunos do curso de Mecatrónica Automóvel da CIOR aprender a trabalhar com verdadeiras relíquias da história da indústria automóvel, como o Chrysler de 1928 que têm entre mãos para ressuscitar, sob o olhar atento dos professores da disciplina.

    O presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, elogiou o protocolo, assinado na sexta-feira, 22 de setembro no âmbito da cerimónia de inauguração da valência, destacando a «boa relação» que existe entre as instituições e que foram capazes de «dar uma dimensão de maior realismo à formação».

    O edil relembrou que Vila Nova de Famalicão está ligado ao setor automóvel «pelas melhores razões», não apenas pelo MAVNF como por «diversas empresas» que operam no âmbito dos acessórios auto, como é exemplo a Continental Mabor, a Olbo & Mehler e a TMG, entre outras.

    Paulo Cunha crê que a Escola de Restauro Automóvel «tem margem para crescer e dar novas competências aos jovens» da CIOR, constituindo-se numa «referência» na recuperação das velhas e preciosas relíquias da história do automóvel.

    O responsável pelo MAVNF, Pinto da Fonseca, disse aos jornalistas que o Museu terá os seus automóveis que poderão ser alvo de intervenções na Escola de Restauro Automóvel, mas que esta «está aberta» a receber património automóvel de outras entidades e até de particulares.

    A abertura da Escola de Restauro Automóvel é considerada «um passo importante para a vida do Museu do Automóvel» , inaugurado em 14 de setembro de 2014. Em jeito de balanço, Pinto da Fonseca diz que, desde a abertura até ao presente, «o balanço é muito positivo», pois o solidificou uma «dinâmica própria» que lhe garante uma média de 600 visitantes por mês.

    O diretor da Escola Profissional CIOR, Amadeu Dinis, refere que só com as parcerias estabelecidas com empresas e entidades diversas é possível criar uma verdadeira escola profissional e adianta já como objetivo próximo aliar à formação mecânica, que agora arranca fruto deste protocolo, a vertente da pintura e da chaparia, para que o restauro seja realizado por completo e os alunos tenham acesso também a essa formação.

    Recorde-se que o Museu do Automóvel de Vila Nova de Famalicão integrou recentemente a Associação Internacional de Museus de Transportes e Comunicações, tornando-se no primeiro museu nacional com coleções sob a temática do automóvel a pertencer a esta rede internacional.

    Localizado no complexo comercial Lago Discount, em Ribeirão, num espaço com três mil metros quadrados na freguesia de Ribeirão, o Museu do Automóvel tem patente um espólio de grande riqueza constituído por cerca de uma centena de carros e motas antigas e que acompanha a evolução do design automóvel ao longo do século XX.
    Receber Notícias
 
 
Subscrever RSS  
 
Enviar por email  
 
Imprimir  
990 leituras
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2017 | handmade by brainhouse