Pesquisar
 
 
 
 
Alterar tamanho do texto
Roteiro da Inovação e Empreendedorismo e Inovação e Desporto
Famalicão quer criar escola de desporto adaptado
    05-02-2018
    “Enquanto atleta, consegui alcançar todos os meus objetivos a nível desportivo, agora o sonho é criar uma escola de desporto adaptado para dar oportunidade a todos os jovens que queiram praticar desporto ao mais alto nível”. O rasgo empreendedor e a determinação de Luís Silva – vencedor da Medalha de Prata em Boccia, nos Jogos Paralímpicos Londres 2012 entre muitas outras conquistas – estão bem presentes nas suas palavras.
    A criação de uma escola para dar resposta ao número crescente de pedidos por parte de cidadãos com deficiência que querem evoluir desportivamente é um sonho não muito distante. Tomando como exemplo a sua própria experiência, cuja doença nunca foi impeditiva de uma vida ativa, Luís Silva criou em 2009, uma associação que já entrou na dimensão da formação desportiva de alta competição e que já conta com cerca de duas dezenas de atletas que representam a associação ao mais alto nível, sobretudo nas modalidades de boccia, atletismo e futebol adaptado. Fruto de uma parceria que mantém com a Câmara Municipal, a associação tem vindo a fomentar a formação e a prática do Boccia não só junto dos cidadãos portadores de deficiência, como também na comunidade sénior com mobilidade reduzida.
    O espírito empreendedor e o caráter inovador da Associação de Boccia Luís Silva levaram o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, a visitar a associação na passada sexta-feira, integrando-a no Roteiro pela Inovação de Vila Nova de Famalicão.
    Paulo Cunha destacou “a dimensão inclusiva do projeto que permite que pessoas que se sentiam excluídas da prática desportiva, possam disputar uma modalidade de uma forma competitiva, participando em campeonatos nacionais e internacionais”.
    “É muito bom conhecer projetos como estes, com uma dimensão inovadora”, acrescentou o autarca salientando que “em Famalicão costumamos dizer que queremos desporto para todos, para todas as modalidades, para todas as localidades e também para todos os famalicenses independentemente das suas limitações físicas ou outras. É exatamente esta dimensão envolvente de inclusão que este projeto proporciona”.
    De resto, Paulo Cunha demonstrou apoiar a criação de uma escola de desporto adaptado, sublinhando que “este é um projeto que tem tudo para continuar e para evoluir”.
    Também o treinador de Boccia Ricardo Sá salienta que “a criação da escola é o caminho natural desta associação”. “Neste momento, todos os nossos atletas estão inseridos nas respetivas seleções, e estamos a trabalhar para cativar mais atletas, a praticar mais desporto em mais modalidades ao mais alto nível. Queremos conseguir dar resposta ao cada vez maior numero de jovens que nos procuram, mas para isso precisamos de criar melhores condições, com mais equipamentos e mais técnicos”.
02/02/2018 Famalicão quer criar escola de desporto adaptado
Imagens: FAMA TV
    Receber Notícias
 
 
Subscrever RSS  
 
Enviar por email  
 
Imprimir  
671 leituras
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2018 | handmade by brainhouse