Pesquisar
 
 
 
 
Alterar tamanho do texto
Família e Ação Social
Famalicão cria Comissão Municipal para a proteção de pessoas idosas
    19-01-2018
    O município de Vila Nova de Famalicão vai criar uma Comissão Municipal de Proteção de Pessoas Idosas constituída por uma equipa de trabalho multidisciplinar que vai procurar identificar, avaliar, encaminhar e resolver situações em que se coloquem em causa a segurança, saúde, higiene e dignidade das pessoas idosas. A medida de largo alcance social foi aprovada, esta quinta-feira, em reunião do executivo municipal e surge no seguimento de um compromisso eleitoral assumido pelo presidente Paulo Cunha.

    “Sempre evidenciamos uma grande preocupação com os nossos seniores e a demonstrá-lo estão as muitas atividades que temos promovido anualmente, procurando proporcionar-lhes mais anos de vida, mas principalmente com mais qualidade”, explicou o autarca, acrescentando que “a concretização desta Comissão resulta de uma vontade deste executivo municipal e de um compromisso assumido com os famalicenses”.

    Neste âmbito, a Comissão irá desenvolver uma política de apoio a pessoas idosas a nível municipal, através da informação, sensibilização e responsabilização das famílias e da comunidade sobre os direitos das pessoas idosas; irá atuar na prevenção e resolução de situações suscetíveis de afetar a segurança, saúde ou bem-estar das pessoas idosas; irá agilizar os procedimentos para acesso a serviços disponíveis, promovendo os direitos das pessoas idosas e combatendo a exclusão social desta faixa etária.

    “Os seniores merecem um olhar atento e cuidadoso por parte da comunidade, e o município tem a preocupação de criar condições que reúnam diferentes contributos, diferentes valências para que esta faixa etária tenha o conforto que é necessário nesta fase das suas vidas”, adiantou Paulo Cunha.

    A Comissão será constituída por uma equipa de trabalho multidisciplinar com representantes da autarquia, mas também da Segurança Social, do Centro de Saúde, das Entidades Policiais, Bombeiros, Freguesias, IPSS’s, Santa Casa da Misericórdia, Cruz Vermelha e Ministério Público, entre outras.

    O objetivo é “agregar todos os contributos – há muitas entidades que trabalham no dia-a-dia com os nossos seniores – e colocar todos a trabalhar no mesmo sentido. Só dessa forma é que conseguimos ter políticas coesas, politicas públicas bem organizadas que, de facto, sejam uma resposta social”, esclareceu o autarca.

    “Queremos estar cada vez melhor informados acerca dos problemas dos nossos seniores e esta comissão também servirá para que estejamos concentrados e a dominar os problemas que os vão afetando e que podem evoluir ao longo dos anos”, acrescentou, destacando que esta comissão pretende “criar uma resposta para o presente e para o futuro. É um sinal claro que damos à comunidade, um sinal de segurança e conforto, para que saibam que quando necessitarem, o município estará presente e terá respostas”.

    Refira-se que a Comissão destina-se a apoiar pessoas idosas que sejam residentes na área do concelho, com mais de 65 anos de idade, e que se encontrem em situação de risco ou de perigo.
    Receber Notícias
 
 
Subscrever RSS  
 
Enviar por email  
 
Imprimir  
1580 leituras
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2018 | handmade by brainhouse