Pesquisar
 
 
 
 
Alterar tamanho do texto
Mobilidade
Câmara Municipal assume construção de nova ligação entre a EN 14 e a Zona Industrial de Lousado
    07-09-2017
    Está dado mais um passo para a resolução do problema com o estrangulamento da Estrada Nacional 14. Um acordo fechado esta semana entre a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e as Infraestruturas de Portugal (IP) desbloqueou a construção da nova ligação entre a EN14 e a Zona Industrial de Lousado, prevista no projeto global de intervenção apresentado pelo Governo em 2015. Este novo troço acresce à obra lançada para concurso público pela administração central em julho último para uma intervenção de duplicação e beneficiação da Estrada Nacional 14, entre a rotunda sul da Variante Nascente a Famalicão e o lugar de Santana, em Ribeirão.

    Com o acordo alcançado, que mereceu hoje, quinta-feira, 7 de setembro, a ratificação do executivo municipal, a Câmara Municipal assume-se como dona da empreitada de construção da ligação à área de localização empresarial de Famalicão Sul, desenvolvendo o projeto respetivo, adquirindo os terrenos necessários para a sua execução, lançando e executando a empreitada de obra pública e suportando os encargos decorrentes da iluminação pública, num investimento previsível de 2 milhões de euros. Já o IP assume a responsabilidade pela construção da rotunda de Santana que fará a ligação entre a EN e a nova artéria a construir pelo município, num investimento estimado de 600 mil euros. A obra deverá estar concluída até ao final de 2019.

    Na sequência deste acordo, a Câmara Municipal fica livre da comparticipação de 500 mil euros que se tinha comprometido para a empreitada de alargamento da Estrada Nacional 14 sendo agora os custos com a construção, na ordem dos 5 milhões de euros, integralmente assumidos pelo IP. O município mantém contudo nesta obra a responsabilidade com a implantação e reforço da iluminação pública na via e com a elaboração dos projeto e respetivo estudo de impacto ambiental.

    “São boas noticias para Portugal e para Vila Nova de Famalicão” referiu o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, na altura em que anunciou o fecho do acordo, no enquadramento da inauguração do novo pavilhão industrial da Continental Mabor para fabrico de pneus agrícolas, que decorreu na terça-feira, com a presença do ministro da Economia e de altos responsáveis pelo Grupo Continental.

    Paulo Cunha respondia assim com esta novidade ao apelo lançado pelo membro do Conselho de Administração da Continental AG, Nikolai Setzer, e pelo Presidente do Conselho de Administração, Pedro Carreira, que, depois de deixarem bem claro que o Grupo pretende continuar a investir em Vila Nova de Famalicão, pediram a atenção das entidades públicas nacionais, regionais e locais para as questões que lhes competem, como seja a questão das acessibilidades.

    Pedro Carreira expressou a satisfação por verificar que, “finalmente estão a dar sérios passos” para a resolução do problema dos acessos à zona industrial onde a empresa está sediada. Deixando a ressalva que só descansa quando vir a obra no terreno, Pedro Carreira admitiu a satisfação por verificar que “há intenções mais concretas” e que a própria empresa está a participar em estudos prévios para a construção desta nova estrada a ser executada pela autarquia a norte do Parque Industrial da Continental.
    Receber Notícias
 
 
Subscrever RSS  
 
Enviar por email  
 
Imprimir  
4059 leituras
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2017 | handmade by brainhouse