Pesquisar
 
 
 
 
Alterar tamanho do texto
Atlantic Food Export | Seleção de empresas agroalimentares
25-10-2017
O Projeto ATLANTIC FOOD EXPORT tem por objetivo melhorar a competitividade e promover a internacionalização das PME do setor agroalimentar, do Espaço Atlântico, através do desenvolvimento de ações de cooperação entre empresas, designadamente pela criação de consórcios de exportação. Este projeto é co-financiado pela União Europeia no âmbito do programa INTERREG Espaço Atlântico. Os parceiros são a Câmara de Agricultura da Dordogne (França), a Câmara de Comercio de Sevilha (Espanha), o Centro Tecnológico da Associação das Indústrias de Carne do Principado das Astúrias (Espanha), o BIC Innovation (Reino Unido), a Câmara Municipal de Cork (Irlanda), a Food & Drink Association-NIFDA (Reino Unido), e ainda a ADRAVE – Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Ave (Portugal). Espera-se que este Projeto venha a beneficiar diretamente, pelo menos, 140 empresas que, posteriormente, as empresas poderão participar em encontros empresariais para conhecer outros mercados e identificar possíveis parceiros comerciais e industriais. As empresas que o desejem poderão contar com apoio adicional para avançar em processos de cooperação empresarial, incluindo a criação de consórcios transnacionais de exportação. As empresas que estabeleçam acordos de cooperação empresarial receberão um apoio adicional para participar em Feiras Internacionais do setor agroalimentar e para entrar em novos mercados.

Objetivo
O objetivo desta convocatória é a seleção das empresas participantes nas atividades do Projeto. Os Parceiros pretendem identificar 140 empresas, das quais venham a ser selecionadas 70 empresas, que passarão às fases posteriores do Projeto. Em concreto, a ADRAVE, selecionará, com base nos critérios apresentados no ponto nº 6 adiante, 20 empresas do setor agroalimentar, que participarão na primeira fase do Projeto, centrada na formação e assessoria, nos domínios-chave do Projeto, ou seja, na cooperação empresarial e na internacionalização. Tal como aprovado no processo de candidatura do Projeto ATLANTIC FOOD EXPORT, esta Convocatória está aberta às pequenas e médias empresas agroalimentares do Espaço Atlântico, sendo dada prioridade àquelas que se localizam nos territórios das entidades parceiras do projeto.

Conteúdo do Projeto: atividades, serviços e apoios às empresas beneficiárias
Este Projeto constitui-se num processo integrado que deverá conduzir à promoção e concretização de acordos de cooperação entre pequenas e médias empresas do setor agroalimentar, localizadas no Espaço Atlântico. As atividades propostas são as seguintes:

    - Assessoria inicial e elaboração do plano estratégico de internacionalização
As empresas participantes receberão informação, sensibilização, assessoria e formação sobre a internacionalização e sobre a cooperação para a internacionalização, e ainda apoio técnico na elaboração de um plano estratégico de internacionalização para ajudar as empresas a analisar a sua posição competitiva e o seu grau de maturidade para a internacionalização e a cooperação.

    - Participação em Encontros Empresariais, com empresas provenientes de outras Regiões do Espaço Atlântico
As empresas poderão participar em encontros empresariais para identificar parceiros com os quais possam vir a estabelecer acordos de cooperação. O Projeto, de acordo com as empresas participantes, organizará as agendas das reuniões bilaterais. No âmbito desta atividade, o Projeto ATLANTIC FOOD EXPORT assegurará as despesas de apoio técnico, logística dos eventos, e transporte das mostras de produtos que venham a revelar-se necessárias, bem como as despesas de alimentação dos participantes, ficando a cargo das empresas as despesas de deslocação e alojamento.

    - Assessoria no processo de estabelecimento dos acordos de cooperação
As empresas que estejam interessadas em iniciar processos de cooperação empresarial para a internacionalização serão apoiadas pelos Técnicos das organizações parceiras do Projeto ATLANTIC FOOD EXPORT nas seguintes matérias:
• Estruturação técnica da cooperação empresarial
• Apoio jurídico nos Acordos de Cooperação
• Estruturação económico-financeira do acordo de cooperação empresarial
• Estratégia comercial e de marketing

    - Apoio à entrada nos mercados internacionais
O projeto organizará a participação estruturada das empresas, que tenham realizado acordos de colaboração, em Feiras do setor agroalimentar e assegurará a consultoria especializada aos Consórcios na introdução comercial de produtos alimentares nos mercados considerados estratégicos para cada Consórcio. O Projeto cofinanciará as despesas de participação nas Feiras, sendo que o montante a cofinanciar dependerá das Feiras e dos mercados que venham a ser considerados como prioritários para cada Consórcio, e recebam aprovação dos Parceiros do Projeto. Este apoio concretizar-se-á, preferencialmente, mediante o pagamento direto à organização da Feira, por parte das Instituições parceiras do Projeto.

Compromisso das Empresas
As empresas beneficiárias do Projeto comprometem-se a colaborar de forma ativa no desenvolvimento de todas as atividades previstas, fornecendo a informação solicitada pelas instituições parceiras, com respeito do sigilo comercial e dos interesses legítimos das empresas. Comprometem-se, designadamente, a colaborar com as entidades parceiras e com os consultores nas seguintes ações:
• Elaboração do Plano Estratégico de Internacionalização
• Elaboração das Fichas descritivas para os Encontros Empresariais
• Participar em, pelo menos, dois Encontros Empresariais

Adesão ao Projeto/Participação e data limite de candidatura
Para participar no Projeto, as empresas deverão apresentar um pedido de adesão, de acordo com o modelo deste FORMULÁRIO. A data limite para apresentação do pedido de adesão é o dia 30 de novembro de 2017, pelas 18h00. Os pedidos de adesão, devidamente instruídos, deverão ser enviados para o seguinte e-mail: paulapd@adrave.pt

Critérios de avaliação
Podem participar no Projeto, PME do setor agroalimentar, com ou sem experiência na internacionalização, sendo dada prioridade às PME que têm menos experiência na internacionalização, ou tendo, não estão integradas em consórcios de exportação. Será dada prioridade, igualmente, às empresas que se localizem no Vale do Ave. Serão valorizados os fatores relacionados com o tipo de produtos e as características dos mesmos, bem como a motivação e os objetivos de internacionalização e a motivação para a cooperação empresarial.

    Receber Notícias
 
 
Imprimir  
1416 leituras
 
|<   <<   1  2  3  4  5  6  7   >>   >|
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2017 | handmade by brainhouse